Pular para o conteúdo

1

Um logradouro com valor arquitetônico, social e patrimônio do nosso povo, vem aos poucos se deteriorando com o passar do tempo e com o descaso do poder público de nossa capital.

 

A Praça João Lisboa por ser um espaço arborizado, hoje, mesmo com o descaso e a falta de conservação do poder público, o logradouro ainda recebe um grande fluxo de pessoas, muito influenciado pelo movimento dos prédios históricos localizados em seu entorno, como o dos Correios e Telégrafos, Senhores de mais idade e aposentados também costumam frequentar a praça para ler jornais,  jogar damas, alimentar pombos ou simplesmente conversar.

 

UM POUCO DA HISTÓRIA 

Em São Luís, no antigo Largo do Carmo, ladeado pelas ruas do Sol, da Paz e do Egito, no Centro, está praça que leva o nome do jornalista maranhense, que recebeu este nome por decreto municipal de 28 de julho de 1901. No local, um grande monumento em bronze, com pedestal de mármore, erguido em homenagem a João Lisboa no ano de 1918 pelo escultor francês Jean Magrou.

Antigamente, a praça era o coração de São Luís, onde se reuniam intelectuais e políticos para comentar a vida da cidade e discutir arte, política e literatura. Durante este período o logradouro também ficou conhecido como Praça da Liberdade. Os bondes também passavam por ali.

imagem da internet

 

 

1

As fortes chuvas que vem ocorrendo esses últimos dias em São Luís tem causado  acidentes, estragos e ainda deixa um rastro de perigo a vários bairros da cidade.

Barranco no bairro do Sacavém

No bairro Salinas do Sacavém, uma das áreas consideradas de risco de desabamento pela Defesa Civil, moradores do bairro temem um desabamento, pois na região há um barranco que pode causar um novo deslizamento de terra com a chegada das chuvas.

Além disso, em vários pontos da capital maranhense alagamentos se formaram com a água da chuva e pedaços de asfalto se cederam em virtude da falta de infraestrutura e conservação do material.

EM SÃO JOSÉ DE RIBAMAR

Rodovia MA - 201 em São José de Ribamar

Como foi o caso da rodovia MA-201, no município de São José de Ribamar, situada na Região Metropolitana de São Luís, onde o asfalto se abriu bem no meio da via, dificultando a passagem de motoristas pelo o local e facilitando possibilidade de acidentes com pedestres.

Na Avenida Nossa Senhora da Vitória, que liga os municípios de São José de Ribamar e São Luís, um motorista de um veículo ficou atolado em meio à lama que se aglomerou no espaço.