Pular para o conteúdo

VOTO VENDIDO – A corrupção bateu à sua porta e você aceitou

O que adianta sair às ruas ou protestar em redes sociais contra os escândalos de corrupção evidenciados em um governo, seja ele na esfera federal, estadual ou municipal,  se exercermos o direito do voto de forma viciada e criminosa nas eleições.  Nesta campanha, a velha prática de compra de voto não ficou de lado, seja em valores em espécie, por uma cesta básica, alguns litros de combustível etc. O maranhense desta forma credencia o seu destino  por quatro anos de lamentos.

Há quem diga: "quem vende o voto, é mais ladrão àquele que compra...", sem deixar de ressaltar que o eleitor se torna de uma alguma forma "propriedade" do candidato que o comprou.

Uma grande fatia do povo brasileiro em especial o maranhense, desconhce o quanto foi difícil a conquista do voto, onde pessoas foram presas, mortas e obrigadas a fugir para outros países.

No parlamento estadual, muitos eleitos hoje estão sorrindo e já calculando seus ganhos para os próximos quatro anos, e aquele idiota que vendeu seu voto, vai calcular à miséria por mais tempo.

Será que o eleitor que vende o voto já parou pra refletir o que aquele candidato que lhe pagou pensa a seu respeito?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *